Publicado em: 08/07/2020

Falar e comunicar é bem diferente do que parece. Falar é dizer, comunicar é transmitir, o significado não é o mesmo, tal como a importância de uma e de outra pode não ser. O que se diz é importante, mas torna-se mais ou menos influenciável quando vai acompanhado, ou não, com o comportamento adequado. O que se transmite, portanto, vai além do que se diz e é sempre decisivo porque muitas vezes a mensagem mais poderosa está aí. Não é por acaso que a mesma coisa dita por pessoas diferentes, em situações diferentes, não é compreendida de maneiras iguais.

É isto que acontece quando um treinador quer passar uma mensagem através da comunicação social: recebe a pergunta, responde a quem o questionou, mas fala e comunica para mais gente. O que é dito, contudo, só é mais ou menos importante assim as palavras sejam ou não acompanhadas por atos e comportamentos que lhe dão a força decisiva. Também é o que acontece quando um líder procura passar uma mensagem importante para o grupo e aproveita um caso específico para o fazer. Repreende ou elogia, mas apenas se se mantiver coerente com o que diz é que a mensagem perdura e se fortalece.

Dois pontos são fundamentais e de compreensão obrigatória para quem lidera:

1) Quando se fala com alguém, a mensagem chega, normalmente, a outras (e muitas) pessoas alheias a essa conversa;

2) A linguagem verbal e a linguagem comportamental/corporal devem estar sempre em sintonia, caso contrário a mensagem será diferente dependendo se isso acontece ou não;

Posto isto, torna-se claro que quem lidera tem na comunicação um grande aliado… ou um grande carrasco. Ela pode gerar confiança, mas também desconfiança. E a linha que separa uma coisa da outra, às vezes, é mais tênue do que se possa imaginar. Não há muito a separá-las. Um gesto, uma palavra fora do lugar ou o tom de voz podem colocar tudo a perder.

Para quem lidera equipes é decisivo perceber que nunca, em momento algum, fala e comunica para uma só pessoa. Tudo o que diz e faz chega a todos, influencia a equipe e faz dele um líder mais ou menos respeitado. A mensagem é sempre coletiva, passa para o grupo e deixa marcas, boas ou más.          

 

Treinador quando fala para um fala para muitos